Pagine

Ouça a Rádio Navegantes

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Você sabe o que é prosopagnosia? - Faça o teste aqui pra ver se você tem.

Hoje resolvi falar um pouco sobre PROSOPAGNOSIA uma falha no cérebro que eu tenho e descobri a um certo tempo. Abaixo contarei um "mico" que paguei por causa disso.

Você tem dificuldade em memorizar fisionomias? Para lembrar do rosto de uma pessoa é o maior sacrifício pra você? Já cometeu uma gafe de cumprimentar a mesma pessoa duas vezes em um curto espaço de minutos? Já confundiu alguém? Então você pode sofrer de prosopagnosia, conheça um pouco sobre ela.

Prosopagnosia em grego: "prosopon" = "cara", "agnosia" = "incapacidade de reconhecer (também conhecida como cegueira para feições) era, até muito recentemente, tratada como uma desordem rara da percepção da face, na qual a capacidade de reconhecer os rostos está danificada, embora a de reconhecer objetos pudesse estar relativamente intacta. As pesquisas recentes, porém, sugerem que 1 em cada 50 pessoas (2% da população) sofre da desordem em algum grau, e acredita-se que seja hereditária. Até recentemente a desordem estava associada somente a alguma lesão cerebral ou a doenças neurológicas que afetam áreas específicas do cérebro, embora os casos de prosopagnosia congênita ou desenvolvida estejam sendo relatados com frequência crescente.

Poucas terapias desenvolvidas foram bem sucedidas com pessoas afetadas, embora os indivíduos aprendessem freqüentemente a usar estratégias de reconhecimento como identificar as pessoas característica por característica . Esta estratégia pode envolver indícios secundários tais como a roupa, a cor do cabelo, a forma do corpo, e a voz.

Devido ao fato da face funcionar como uma característica de identificação importante na memória, pode também ser difícil para pessoas nesta circunstância manter-se a par da informação sobre pessoas, e se socializarem normalmente com outras. Segundo pesquisas no campo das Neuro-ciências, a área responsável pelo reconhecimento de faces encontra-se no Lobo Occipital, em uma região chamada área fusiforme da face. Nota-se que pessoas que possuem comprometimento nesta região, apresentam incapacidade do reconhecimento facial, mesmo quando este é familiar.


Depoimentos de pessoas com prosopagnosia.


Minas Gerais, férias de verão. A produtora de moda Mônica, de 24 anos, está com um amigo numa lanchonete quando chega outro jovem. Ela o cumprimenta polidamente. Meio espantado, o amigo pergunta: “Mônica, você não se lembra do Marcelo?” Ela não consegue reconhecer o tal Marcelo, que dá um sorrisinho constrangido. Era seu ex-namorado. São Paulo, Hospital da Unifesp. O médico Rodrigo Schultz, de 25 anos, está trabalhando no setor de neurologia. Até que chega uma paciente se queixando de um estranho problema. Schultz mostra uma foto à paciente e pergunta: “Quem é esta mulher?” A paciente não sabe responder, mas a pessoa em questão era ela mesma. Nos dois casos, o diagnóstico foi o mesmo: prosopagnosia, uma estranha doença que torna o cérebro incapaz de identificar rostos.

Eu mesmo (Jaciano Eccher) já paguei muitos micos devido a prosopagnosia. Quando comecei trabalhar aqui na Rádio Comunitária Navegantes de Ronda Alta no dia 8 de fevereiro de 2012 fiquei meu primeiro dia de trabalho a manhã toda com a então locutora Paula Ferreira para pegar os macetes aqui da rádio já que o sistema de trabalho era diferente do sistema usado na Rádio Liberdade de Três Palmeiras a qual trabalho também, bom, mas voltando ao assunto, no dia seguinte quando eu chego na rádio vi que tinha uma loira com óculos de grau sentada na cadeira do estúdio lidando no computador, eu quando ví aquilo pensei comigo mesmo. " Sacanagem do Professor Valério Bernardi ( Meu chefa na época) , eu não devo ter passado no teste e ele nem pra me avisar...." Até que em cima da hora de começar o programa ele, o meu chefe chegou e sento do meu lado perguntando se eu tinha gostado do trabalho e tal, eu respondi que sim, ficamos mais alguns minutos em silêncio e ele então falou: "Quando quiser passar no estúdio com a Paula, fique a vontade!"
Quando eu ouvi o nome "Paula" fiquei aliviado. Ufa! Detalhe, no dia anterior ela não estava usando óculos, foi o suficiente para que eu não conhecesse ela, imagina então se fosse óculos escuros.

Eu poderia escrever um livro com tantos causos desse tipo que me aconteceu mas não vou me estender muito por hoje, quem sabe numa próxima eu conto outras...

Clique aqui para saber mais e fazer um teste que pode detectar se você sofre de prosopagnosia, se você se encaixou em algo comente aqui no blog essa postagem.


Postagem Jaciano Eccher.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.